quinta-feira, 11 de outubro de 2012


XXIV Semana de Estudos da Pedagogia: "Pedagogia e Seus Múltiplos Horizontes", promovido pela UNESP (Rio Claro).

Dia 18/10 - Palestra: O Pedadogo e sua atuação em ambiente Hospitalar.

Preletor: Prof. Ms. Marcelo Clemente



A XXIV Semana de Estudos da Pedagogia, da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – Campus de Rio Claro abordará as diversas possibilidades de atuação do pedagogo. A escolha deste tema decorreu da realidade do referido curso, uma vez que este é voltado para a pedagogia escolar. Diante das diversas alternativas do profissional, como: Pedagogia social, empresarial, hospitalar, a Semana de Estudos vem para mostrar quais as possíveis áreas em que a pedagogia se aplica. Historicamente a formação do pedagogo está contida às instituições de ensino; a nova realidade do mercado ampliou seus horizontes, o qual pode assumir um papel importante em diversas áreas, uma vez que este sabe lidar com os processos de ensino/aprendizagem, de forma que onde houver este processo, o pedagogo será fundamental. Tem como objetivo auxiliar não só aqueles que buscam caminhos distintos aos escolares para profissionalização, como também de informar novas possibilidades pouco conhecidas da área. A Semana será composta por mesas redondas e palestras com profissionais de diferentes instituições, pesquisadores do tema e oficinas que demonstrem, de forma prática, as diversas atuações. Também teremos apresentações de trabalhos acadêmicos e a realização de um sarau cultural. O evento acontecerá na segunda semana de outubro, entre os dias 15 e 20, sendo destinado aos alunos do curso de pedagogia e demais licenciaturas, alunos da pós-graduação, professores, enfim, a todos que tenham interesse pela temática.




PROGRAMAÇÃO
SEGUNDA-FEIRA (15/10)
18h30: Credenciamento
19h30: Atividade Cultural
20h00: ABERTURA
21h00Café

21h20: Palestra: "Práticas pedagógicas fora do contexto escolar” (foco em Pedagogia Clínica).
Palestrante: Psicopedagoga Marta Fontes Borghi

TERÇA-FEIRA (16/10)
16h/18h: Oficina: Ecobrinquedoteca Espaço Brincar (inscrição separada do restante do evento).
19h: Atividade Cultural
Mesa Redonda: Projetos Sociais e Culturais. Participantes: Bruna, Fabiano e Binho.
21h/21h20: Café
21h20: Oficinas:
v Hip Hop;
v Organização Social Arte e Vida (Beatriz e Gabriela);

v Produção e Edição de Vídeos (Henrique Tozzi);
v Movimento Bandeirante:  uma forma diferentes de educar (Caroline Florindo);
v Musicalização Infantil (Joseano Moncaio);
v Apresentações utilizando a ferramenta Prezi (Larissa Benites e Marina Cyrino).
QUARTA-FEIRA (17/10)
19h/20h30: Mesa Redonda: A Prática Educativa em Penitenciárias. Participantes:Márcio e Valter.
20h30/20h45: Café
20h45/21h15: Apresentação das pesquisas em pôster no Espaço de Vivências.
21h20: Apresentação dos trabalhos acadêmicos na forma oral.
QUINTA-FEIRA (18/10)
19h: Palestra: “Pedagogia Hospitalar”. Palestrante: Prof. Me. Marcelo Clemente;
Experiência: “A experiência na ONG Hospitalhaços” – Gabriela.
21h/21h20: Café
21h20: Oficinas:
v  Hospitalhaços (Gabriela);
v  Produção e Edição de Vídeos (Henrique Tozzi);
v  Origami – arte com papel (Djian);
v  Movimento Bandeirante:  uma forma diferentes de educar (Caroline Florindo);
v  Contação de Histórias para Educação Infantil;
v  Teatro do Oprimido
SEXTA-FEIRA (19/10)
16h/18h: “Origamis” (Raquel) (inscrição separada do restante do evento).
19h/21h: Palestra: “Pedagogia no Hospital Boldrini” – Palestrantes: Luciana A. R. Silva de Mello: Coordenadora Pedagógica Hospitalar e Amanda B. B. Terzariol: Orientadora Educacional Hospitalar.
Experiência: “Experiência de estágio em Brinquedoeteca hospitalar”: Letícia Matos
21h/21h20: Café
21h20: Sarau Cultural
SÁBADO (20/10)
9h: Café da manhã
9h20: Palestra “Pedagogia em ambientes não escolares” (foco em Pedagogia Empresarial) (Profa. Marcela)
10h00: Oficinas: Arte teatral; confecção de carteiras com sucata.
11h00: Bate Papo sobre “Pedagogia Empresarial”

Informações e inscrições: http://www.inscricoes.fmb.unesp.br/principal.asp

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Oficina de Contação de histórias - Instituto Paulista de Educação e Saúde



Oficina de Contação de histórias - Instituto Paulista de Educação e Saúde
A Arte de Contar, ler e ouvir histórias.
Dia 10 de novembro - das 13h às 17h.

LOCAL: Clínica Psicológica (200 metros da estação Vila Mariana do metrô)

Investimento: $ 100,00 - Com Certificado

Contar histórias é a mais antiga e, paradoxalmente, a mais moderna forma de comunicação. No passado, era o contador de histórias o depositário da experiência, conhecimento e sabedoria. Em tempos passados, o rito familiar possibilitava o clima intimista na relação entre as gerações nas sessões de contação de histórias. A figura do avô ou da avó era símbolo do faz-de-conta, agente de introspecção imaginativa das crianças e jovens. Via de regra, brincadeiras entre crianças reproduziam e ampliavam as simbologias dos momentos mágicos extraídos dos livros.

Por meio de dinâmicas e vivências, esta oficina procura despertar os contadores de histórias que existem em cada um, estimulando com técnicas elaboradas, a faceta sensível e poética inerente ao ser humano, aprimorar sua capacidade expressiva e criativa, valorizar a relação com o livro como fonte de inspiração na busca de disseminar, pela prática, o direito de formar não somente leitores, mas antes de tudo, cidadãos sensíveis, mais humanizados.

OBJETIVOS
A OFICINA é uma proposta interdisciplinar que tem por objetivos:
• Sensibilizar o talento criativo do participante para ouvir e intuir histórias
• Integrar o conhecimento e a sabedoria milenares das histórias ao nosso cotidiano
• Familiarizar o participante com as técnicas e as artes de ouvir e contar e ler histórias.
• Estimular os participantes a contarem histórias em seu dia-a-dia.

ESTRATÉGIAS
A metodologia desta oficina contempla:
• Exercícios interativos, de sensibilização e observação de si mesmo e do outro
• Exercícios de ler, ouvir e contar histórias
• Momentos de embasamento teórico-prático por meio de leituras dirigidas e aula dialogada

PÚBLICO-ALVO
Todos que queiram conhecer vivenciar e trocar idéias sobre a arte de ler, ouvir e contar histórias.
*Pede-se que o participante tenha mais de 15 anos.

PRELETOR
Marcelo Clemente - Mestre em Educação e Saúde pela UNIFESP, Pedagogo, Psicopedagogo e Professor de cursos de especialização em Pedagogia Hospitalar.

QUANDO?
Dia 10 de novembro - das 13h às 17h.

VALOR: 100,00

LOCAL: 
Clínica Psicológica - (200 metros da estação Vila Mariana do metrô)

INFORMAÇÕES:
marcelorhema@gmail.com

VAGAS LIMITADAS

sábado, 18 de agosto de 2012

Prof. Marcelo ministra Palestra Motivacional na empresa CBA - Soluções em Benefício Alimentação.

Dia 17 de agosto, o Prof. Marcelo Clemente ministrou a Palestra Motivacional a cerca de 50 colaboradores da empresa CBA - Alimentos (unidade São Paulo).



A palestra entitulada: T.P.M para todos, é sempre um sucesso, pois com humor e conteúdo iinformativo de qualidade, o Prof. Marcelo Clemente, coloca o foco da palestra no bem estar e na qualidade de vida dos colaboradores, bem como na questão dos relacionamentos interpessoais. 

A marca CBA, em todo o Brasil, é líder absoluta no mercado de cestas de alimentos e cestas de natal.





 Com tanta experiência no mercado de benefícios, a marca CBA estendeu-se às outras modalidades de Benefício Alimentação,   oferecendo serviços nos formatos de Cestas de alimentos, Cestas de Natal, Cartão Alimentação, Cartão Refeição e Refeições Coletivas. Hoje, é a única no país, a oferecer todas as Soluções em Benefício Alimentação.
Na área de cestas produz hoje, cerca de 750 mil unidades por mês, em todo o país. 

Confira abaixo as fotos da palestra: T.P.M para todos, minsitrada pelo consultor Marcelo Clemente:





                                                             Momentos de socialização.






                                  Descontração e bom humor - vitais para o aprendizado sgnificativo.


                                            Prof. Marcelo Clemente e gestoras da unidade.

Prof. Marcelo ministra curso de Literatura Infantil e Contação de histórias para funcionários e voluntários do Hospital Geral Katia De Souza Rodrigues.

Curso de Contação de Histórias no Hospital Geral de Taipas

São Paulo - 8 de Julho de 2012

Cerca de vinte colabores do Hospital Geral de Taipas – Kátia de Souza Rodrigues começaram hoje, 3 de agosto, o curso contação de histórias. 
As aulas vêm sendo ministradas no auditório deste hospital pelo psicopedagogo Marcelo Clemente, mestrando em Educação e Saúde na Infância e na Adolescência, pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). 




As organizadoras desta atividade no HGT, são a assistente social Leidamar Araújo e a pedagoga Isabel Díscola, membros da Comissão de Humanização do HGT . 
Conforme adiantaram, o objetivo do evento é capacitar funcionários da Casa interessados em contar histórias para pacientes em situação de internação nesta Casa, enfatizando a prática pedagógica diferenciada. 



 O conteúdo programático deste curso com cerca de um mês, inclui, entre outros: a importância de se contar histórias; abrangência da literatura infantil brasileira; conquistando atenção de uma criança hospitalizada e oficina de dramatização.





O conteúdo programático deste curso com cerca de um mês, inclui, entre outros: a importância de se contar histórias; abrangência da literatura infantil brasileira; conquistando atenção de uma criança hospitalizada e oficina de dramatização.
O Hospital Geral de Taipas fica na Avenida Elisio Teixeira Leite, 6999- Parada de Taipas.
Lourdes de Oliveira
Assessora de Imprensa – Hospital Geral de Taipas

Fonte: http://www.hgtaipas.com.br/noticias/noticia.asp?idNoticia=207

O Hospital Geral de Taipas é resultado de um dos projetos do programa Metropolitano de Saúde da Secretaria do Estado de Saúde e da grande reivindicação da população local através do Conselho de Saúde.
O Hospital tem a capacidade para 220 leitos, localiza-se na região noroeste do Município de São Paulo, mais precisamente no Bairro Parada de Taipas, sub-Distrito de Pirituba. 
Situado numa das regiões mais carentes em recursos de saúde do Município, nosso Hospital serve aos sub-distritos de Perus, Jaraguá, Pirituba e parte da Vila Brasilândia, regiões que se caracterizam pela grande extensão geográfica (758.000 habitantes).
Fonte:http://www.hgtaipas.com.br/home/

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Curso de Primeiros Socorros nas escolas


Palestra sobre Primeiros Socorros ministrada no Auditório - Espaço IBEP - Instituto Brasileiro de Edições Pedagógicas. (2010)


Alunos que participaram do curso no IBEP



O Prof. Marcelo Clemente, realiza palestras e cursos sobre Primeiros Socorros em ambiente escolar, por ser pedagogo e conhecer bem a realidade do ambiente escolar e as possibilidades reais de acidentes neste espaço.

Como Psicopedagogo Hospitalar e mestrando em Educação e Saúde na Infância e na Adolescência pela UNIFESP, e capacitado pelo Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Bombeiros de São Paulo, tem particular interesse no cuidado geral com crianças e adolescentes, bem como em difundir técnicas de socorro atuais e em conformidade com os protocolos da American Heart Association - 2010.

Na escola é frequente cenas de crianças que caem, escorregam, cortam o dedo, caem da cadeira, prendem o dedo na porta, colocam o dedo nas tomadas...todas estes incidentes, são corriqueiros em muitas escolas e muitos profissionais envolvidos nos dia a dia das crianças, não sabem oque fazer, quando estes acidentes acontecem.

Professores, educadoras, coordenadoras pedagógicas, diretoras, muitas vezes não possuem sequer uma noção de Primeiros Socorros. Em alguns casos, uma ação de Primeiros Socorros bem aplicada, pode salvar uma vida.

Vemos sempre na rotina escolar, em especial na Educação Infantil, crianças que introduzem objetos no ouvido, nos olhos, ou que colocam o dedos nas tomadas. Oque fazer nestas casos? Muitas vezes os profissionais da educação, ficam sem saber quais as medidas a tomar nestas circunstâncias.

Visando esclarecer e ajudar as escolas, promovo palestras e cursos em vários formatos para contribuir para a formação de educadores, que em momentos de crise como os narrados acima, possam assumir um postura ativa de socorristas e evitar danos maiores às pessoas envolvidas, lembrando que em um ambiente escolar, não são apenas as crianças e os adolescentes que se envolvem em acidentes. Temos muitos casos de adultos que também se envolveram em acidentes dentro das escolas.


Curso ministrado para educadoras - Faculdade e Colégio Santa Marina.


Prof. Marcelo ministrando sobreaAplicação de RCP - Manobra de Ressuscitação Cardio-Pulmonar.


Manobra de Heimlich - Aplicada em casos de asfixia e engasgamento.

Ensino e prática! Modelo que dá certo!


Após a ministração de como aplicar as manobras, as alunas "praticam" nas próprias colegas, sob a supervisão do Prof. Marcelo.

Assuntos tratados no curso de Primeiros Socorros, ministrados pelo Prof. Marcelo Clemente:

Definição de Conceitos;
Legislação sobre Primeiros Socorros e omissão de socorro;
Todos podemos aplicar os Primeiros Socorros;
Cuidados com o socorrista;
Cuidados com a vítima;
Procedimentos iniciais;
Queimaduras;
Asfixia;
Manobra de Heimlich;
Corpos estranhos no ouvido;
Corpos estranhos no olho;
Parada cardíaca;
Traumas;
Afogamentos...

O curso é ministrado na própria escola, em horários de melhor conveniência, sem atrapalhar a rotina escolar.

Entre em contato e agende uma visita!

Cursos de Primeiros Socorros em ambiente escolar
Prof. Marcelo Clemente
(11) 7472-5474
e-mail: marcelorhema@gmail.com

Treinamento em Primeiros Socorros e utilização do D.E.A (Desfibrilador Externo Automático)

Dia 06 de maio, O Prof. Marcelo Clemente, cumprindo uma etapa importante em sua formação permanente de socorrista, participou de mais um curso de Primeiros Socorros e utilização do D.E.A (Desfibrilador Externo Automático) Teórica / Demonstrativa. Temas abordados no treinamento: - Suporte Básico de Vida - Sistemas de Emergência - Análise Primária - Reanimação Cardiopulmonar (RCP) com manequim - D.E.A (Desfibrilador Externo Automático) Teórica / Demonstrativa - Simulado prático de atendimento em equipe de vítimas com parada cardíaca Como educador e preletor de Primeiros Socorros em escolas, empresas e faculdades, a atualização constante, faz-se necessário, pois periodicamente os protocolos de atendimento são alterados e na área de Primeiros Socorros, precisamos andar de mãos dadas com o que há de mais recente em pesquisa sobre Atendimento Pré Hospitalar (APH). Nossa luta para salvar uma vida, não é uma luta contra a morte, mas contra o tempo...Educação permanente faz toda a diferença no atendimento emergencial, afirmou o Prof. Marcelo Clemente

segunda-feira, 12 de março de 2012

I Encontro Internacional sobre o Uso de Tecnologias da Informação por Crianças, Adolescentes e Jovens Adultos: E.S.S.E. MUNDO DIGITAL

Acontece, em 19 e 20 de abril, no Rio de Janeiro, o I Encontro Internacional sobre o Uso de Tecnologias da Informação por Crianças, Adolescentes e Jovens Adultos: E.S.S.E. MUNDO DIGITAL. O evento é organizado pela Faculdade de Ciências Médicas da UERJ, em parceria com o Centro de Estudos Integrados Infância, Adolescência e Saúde – CEIIAS e com o Instituto Integral do Jovem – INJO.

Direcionado aos profissionais de diversas áreas, o Encontro tem como objetivo apresentar temas relevantes e promover debates sobre como transformar o uso da internet numa fonte mais segura, ética, educativa e saudável de conhecimentos, além de uma ponte de diálogo entre as gerações. Haverá espaço para a exposição de pôsteres sobre temas pertinentes ao evento, além de tradução simultânea das palestras.

Para mais informações e efetuar sua inscrição, basta acessar o site www.essemundodigital.com.br. As inscrições podem ser feitas até 10 de abril.

Fontes:
http://www.direitosdacrianca.org.br/em-pauta/i-encontro-internacional-sobre-o-uso-de-tics-por-criancas-adolescentes-e-jovens-adultos
http://www.essemundodigital.com.br/index.html

Aprovado no vestibular, 1º aluno com Down da UFG rompe preconceito




Ser aprovado em uma faculdade pública é um sonho de muitos jovens que se tornou realidade para Kallil Assis Tavares, 21 anos, que na próxima segunda-feira começa a estudar geografia no campus de Jataí da Universidade de Goiás (UFG). Para a instituição, a conquista de Kallil é ainda mais importante e precisa ser reverenciada, já que ele é o primeiro aluno com Síndrome de Down a ingressar na universidade. "Isso demonstra que nós estamos conseguindo superar o preconceito, que infelizmente ainda existe em nossa sociedade", afirma a coordenadora do Núcleo de Acessibilidade da UFG, professora Dulce Barros de Almeida.

Kallil não teve correção diferenciada, concorreu de igual para igual com todos os outros candidatos. "Apenas pedimos para que a universidade disponibilizasse um monitor para ler a prova e que as letras dos textos fossem maiores porque ele tem baixa visão", disse a mãe do jovem, Eunice Tavares Silveira Lima. Segundo ela, Kallil sempre foi estudioso e desde criança gostava de mapas.

"No segundo ano do ensino médio ele decidiu que iria fazer vestibular para geografia. Nós apoiamos a escolha, mas ficamos surpresos com a aprovação, era uma prova muito difícil", afirmou Eunice. Ela ainda disse que o filho estudou apenas dois anos em uma escola especial. Com 5 anos de idade ele foi para um colégio privado de ensino regular. "O colégio não tinha nenhum aluno com Down, mas quando há vontade de se trabalhar a inclusão, se dá um jeito. Foi disponibilizado um monitor e os professores sempre apoiaram meu filho", conta.

Ela acredita que o fato de Kallil ter estudado em uma escola regular vai contribuir com a adaptação na universidade. "Não sou contra as escolas especiais, mas elas devem servir como um apoio, um lugar para onde os alunos vão no contraturno", explica. A mãe ainda disse que não cria expectativas sobre como será o desempenho dele daqui em diante. "Não estamos programando nada especial para o Kallil quando começar as aulas. De acordo com as necessidades que ele apresentar, nós como família e a universidade teremos de nos adaptar", disse ao destacar que o filho pode precisar do auxílio de um monitor durante as atividades em aula.

A coordenadora do Núcleo de Acessibilidade da UFG concorda sobre a importância de alunos com necessidades especiais frequentarem escolas regulares e diz que a universidade tem a obrigação de atender todas as exigências desses estudantes para que eles cumpram com o direito de fazer um curso superior. "Nós temos um aluno cego no curso de Ciência da Computação que recebe acompanhamento de um monitor. Se essa for a necessidade de Kallil, com certeza estaremos prontos para disponibilizar isso".

O núcleo para atender alunos com necessidades especiais na UFG foi criado em 2010. De lá para cá, a instituição ganhou 15 estudantes surdos, que fazem o curso de Letras, além do jovem cego. A professora Dulce espera que o caso de Kallil sirva de exemplo para que nas próximas seleções mais estudantes com necessidades semelhantes sintam-se motivados em fazer um curso superior. "Isso incentiva as famílias a acreditar no potencial que essas pessoas têm. E cabe a nós, como educadores, mostrar que o preconceito não pode existir mais", completa.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/educacao/noticias/0,,OI5629546-EI8266,00-Aprovado+no+vestibular+aluno+com+Down+da+UFG+rompe+preconceito.html

Turma - Especialização em Pedagogia Hospitalar da FAMESP



Encerramento do módulo I da Turma B - Especialização em Pedagogia Hospitalar da FAMESP. 11/03/2012 - Prof. Marcelo e alunos do curso.

domingo, 22 de janeiro de 2012

DIVULGAÇÃO/CURSO LIBRAS EACH|USP 2012

DIVULGAÇÃO/CURSO LIBRAS EACH|USP 2012



A partir de 20/01 estarão abertas as inscrições para o CURSO DE LIBRAS
(GRATUITO) oferecido na USP leste. O curso terá uma carga horária de
40h e aberto para toda comunidade interessada(professores da rede
pública e privada profissionais da área da saúde, militares,
profissionais liberais, familiares com casos de surdez na família e
outros), além dos docentes, funcionários e alunos da USP.
Serão oferecidos 150 vagas e caso o número de inscritos supere as
vagas será realizado um sorteio. O curso foi bem avaliado, pela
comunidade e a cada nova turma as inscrições superam nossa
expectativas. Na última turma tivemos 7.661 inscritos para 80 vagas
(95,76 cand/vaga) o que mostra a grande demanda para o curso.

Maiores informações: www.librasnaciencia.com.br ou
https://sistemas.usp.br/apolo/apoObterCurso?cod_curso=860400046&cod_edicao=11001&id_periodo=&id_modalidade=4